Informação sobre erisipela, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento da erisipela, assim como formas de melhorar os sintomas desta doença.


Erisipela

A erisipela é uma infecção dermo-hipodérmica aguda, não necrosante, geralmente causada pelo estreptococo ß–hemolítico do grupo A.
Em mais de 80% dos casos situa-se nos membros inferiores e os factores predisponentes incluem a existência de solução de continuidade na pele, o linfedema crônico e a obesidade.

Diagnóstico da erisipela

O diagnóstico da erisipela é essencialmente clínico e baseia-se na presença de placa inflamatória associada a febre, linfangite, adenopatia e leucocitose. Os exames bacteriológicos têm baixa sensibilidade ou positividade tardia. Nos casos atípicos é importante o diagnóstico diferencial com a fasceíte necrosante e a trombose venosa profunda. A penicilina continua a ser o antibiótico de referência, embora actualmente diversos fármacos, com propriedades farmacodinâmicas mais favoráveis, possam ser utilizados. A recidiva constitui a complicação mais frequente, sendo fundamental o correcto tratamento dos factores de risco.

Possíveis complicações associada à erisipela

Por vezes, as bactérias que causam a erisipela podem viajar para o sangue. Isso resulta numa condição chamada de bacteremia. Quando isso acontece, a infecção pode espalhar-se para as válvulas cardíacas, articulações e ossos.

Outras complicações incluem:
- Retorno de infecção;
- Choque séptico (infecção wide-body perigoso).

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL